Clique aqui para baixar a versão integral da Rua Judaica


  Edição 482  Diretor/Editor: Osias Wurman Sexta, 30 de Setembro de 2016


 


EDIÇÃO ESPECIAL “O ADEUS A SHIMON PERES”



 
 


O sentimento de Israel após o falecimento de Peres


Por Henrique Cymerman*

As primeiras horas do Estado de Israel sem Shimon Peres estão provocando, em todo o país, um sentimento de profunda tristeza e orfandade. Peres é o último grande líder que participou de uma das principais revoluções da Humanidade: fazer com que um povo que estava por três milênios disperso pela face da terra se reunisse em seu antigo territorio e criasse uma nação soberana.

Shimon Peres, que chegou ao futuro Estado de Israel com apenas 12 anos, nunca deixou de ser um jovem incansável que lutava com um braço para reforçar o Estado judeu e assegurar sua sobrevivencia; e com o outro para conseguir, ainda em nossa geração, o sonho milenário da paz.


O jornalista Henrique Cymerman e Shimon Peres (Arquivo pessoal)

Tive o privilégio de acompanhá-lo durante longas viagens a Brasil, Argentina e Espanha, além de organizar com ele, cara a cara, eventos históricos como a visita do Papa Francisco a Israel e a posterior “Oração pela Paz” (junho de 2014); um feito sem precedentes que teve lugar no Vaticano, duas semanas depois.

Nos momentos mais difíceis, quando tudo parecia perdido, Shimon nunca desistiu. Ele me chamava pessoalmente, pelo telefone, para organizar cada pequeno detalhe, para tentar resolver cada problema e superar qualquer armadilha.

Recordo momentos de paixão pela vida, de senso de humor, de profunda tristeza, mas nunca de desespero.

“A insatisfação do povo judeu, nossa inquietação permanente, é o segredo de nosso êxito. Nós somos um povo que, desde a época dos profetas, nunca aceitou a autoridade sem discutir. Até Deus discutia com o povo”, chegou a afirmar o estadista.

No mesmo 13 de setembro em que Shimon sofreu o derrame cerebral que terminaria com a sua vida, falei com ele por telefone – nove horas antes – para comentar que havia estado com o Papa Francisco dias antes e que havia vários projetos educativos em favor da paz.

Sua santidade afirmou que contava conosco para levar esses projetos adiante. Peres se alegrou e me me chamou, no dia seguinte de manhã, para comentar os detalhes. Essa foi a primeira reunião à qual Shimon faltou.

Eu me comprometo a tentar cumprir sua missão e seguir adiante na execução de seus projetos.

Às vezes, eu perguntava a ele: “Shimon, pode ser que vejas a realidade mais rosa do que realmente é?”

E ele respondia: “Tanto otimistas quanto pessimistas, no final das contas, morrem. Mas os otimistas vivem muito melhor. E agora, vamos ao trabalho, não há tempo a perder”.

* Henrique Cymerman é um jornalista, repórter e escritor português que trabalha como correspondente do Médio Oriente para La Vanguardia , Antena 3, SIC e Globo News. Além disso também escreveu o livro "Vozes no Centro do Mundo".


www.ruajudaica.com

 

 
 


FATOS E FOTOS QUE FALAM POR SI SÓ
 


 

 


 


 

 

 


 


 


 


 


 


 

 


 


 


 



 


 





Chefes de Estado e dignitários de todo o mundo estiveram presentes ao funeral  do nono presidente de Israel Shimon Peres, nesta sexta-feira. Eles vieram de lugares tão diversos como Togo e México, Áustria e China.

Liderando a delegação dos EUA veio o presidente dos EUA, Barack Obama, o Secretário de Estado John Kerry e o vice-presidente Joe Biden, entre outros. O ex-presidente Bill Clinton chegou mais cedo, na quinta de manhã, e homenageou Peres enquanto seu caixão estava no Knesset. Cerca de 19 senadores e membros da Câmara dos Representantes dos EUA estiveram presentes no funeral.

O Reino Unido enviou uma grande delegação ao funeral, que incluiu: o príncipe de Gales, Secretário de Relações Exteriores Boris Johnson, Presidente do Conselho de Deputados Judeus Efraim Arkush e ex-primeiros-ministros Tony Blair, David Cameron e Gordon Brown.

Os egípcios enviaram o ministro do Exterior Sameh Shoukry, os jordanianos enviaram o Vice-Primeiro-Ministro da Economia Jawad Al-Anani. Os palestinos enviaram uma delegação de quatro membros, incluindo o presidente palestino, Mahmoud Abbas, o principal negociador palestino, Saeb Erekat, o chefe da Inteligência Geral Maj. Gen. Majid Faraj e o ministro de Assuntos Civis Hussein al-Sheikh.

Os antigos e atuais chefes de Estado e de Governo que participaram do funeral de Peres:

Governador-Geral da Austrália Peter Cosgrove
Presidente da Áustria Doris Doris Bures e ex-Presidente Heinz Fischer
Presidente da Bulgária Rosen Plevneliev
Primeiro-ministro canadense Justin Trudeau
Presidente croata Kolinda Grabar-Kitarovi?
Presidente cipriota Nikos Anastasiadis
Primeiro-ministro holandês Mark Rutte
Primeiro-ministro estoniano Taavi Roivas
Primeiro-ministro finlandês Juha Sipilä
O presidente francês, François Hollande e o ex-presidente Nicolas Sarkozy
O presidente alemão Joachim Gauck
Ex-primeiro-ministro grego George Papandreou
Primeiro-ministro húngaro Viktor Orbán
Primeiro-ministro italiano Matteo Renzi
Presidente ivoiriense Alassane Ouattara Dramanne
Presidente da Letônia Raimonds V?jonis
Presidente da Lituânia Dalia Grybauskaite
Grão-Duque de Luxemburgo Henri
Primeiro-ministro da Macedônia Emil Dimtriev
O presidente mexicano, Enrique Peña Nieto
Primeiro-ministro de Mônaco Serge Telle
O presidente polonês Andrzej Duda
Presidente romeno Klaus Iohannis
Presidente sérvio Tomislav Nikoli?
Primeiro-ministro eslovaco Robert Fico
Presidente esloveno Borut Pahor
Rei espanhol Felipe VI
Primeiro-ministro sueco Stefan Löfven
Presidente da Suíça Johann Schneider-Ammann
Presidente togolês Faure Essozimna Gnassingbe
Presidente ucraniano, Petro Poroshenko


Países como Brasil (Chanceler José Serra), Portugal, Turquia, China, Cingapura, Índia, Austrália e Papua Nova Guiné enviaram altos dignitários para representar os seus líderes no funeral de Shimon Peres.


Também o secretário-geral da OTAN Jens Stolenberg e o Presidente do Conselho Europeu Donald Tusk participaram da cerimônia.

 



A brasileira residente em Jerusalém Sandra Rejwan acompanhou o Canceler
José Serra em sua viagem a Israel.

 



Ministro da Cultura do Brasil Marcelo Calero assina o livro de condolências na Embaixada de Israel


O Consulado Honorário de Israel no Rio de Janeiro colocou um livro de pêsames em sua sede, onde autoridades e dezenas de pessoas compareceram para deixar suas mensagens de pesar.


 



O Secretário Estadual de Relações Internacionais Pedro Spadale assinou o livro de condolências e foi portador da mensagem do Governador em exercício


 



 

CONVIDA


www.ruajudaica.com

 

 

 

 

 

 

 

 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Se você recebe o Notícias da Rua Judaica de amigos ou de terceiros, inscreva-se gratuitamente
para receber semanalmente o nosso informativo, enviado diretamente para seu e-mail.
Clique aqui e você estará inscrito

Se desejar indicar amigos para receberem este informe,
clique aqui e lista os e-mails dos novos assinantes

 

 


COMUNICADO AOS LEITORE
S

A direção editorial da Rua judaica deseja esclarecer qe todas as opiniões ou juízo de valor, emitidas por seus colunistas ou colaboradores, são de exclusiva responsabilidade dos autores, não representando, necessariamente, a opinião editorial do veículo, de entidades a que pertençam os articulistas, nem às entidades ou países a que possam representar.

 
     

 


Jornalista Responsável:
Osias Wurman - MT 14.707
Colaboradores Internacionais: Jerusalém - Daniela Kresch, Budapeste - Judith Klein, Miami - Fernando Bisker, Miami - Nelson Menda
Diagramação: MarketDesign