Clique aqui para baixar a versão integral da Rua Judaica



  Edição 356    Diretor / Editor: Osias Wurman Quinta, 17 de Abril de 2014

 

MANCHETES DE ÚLTIMA HORA

 


As comunidades judaicas nos Estados Unidos aumentaram a segurança para escolas judaicas, sinagogas e outras instituições, na sequência dos ataques antissemitas em dois centros judaicos em Overland Park, que custaram a vida de três pessoas. O atirador, Frazier Glenn Miller, 73, é um supremacista branco, um neo-nazista e ex-líder da Ku Klux Klan, que tem sido monitorado pelo radar da Anti-Defamation League, por cerca de 30 anos. Enquanto as autoridades acreditam que Miller era um lobo solitário que agiu sozinho, e que os disparos foram isolados, as comunidades judaicas americanas, muito fora das fronteiras do estado do Kansas, onde o tiroteio ocorreu, decidiram não correr riscos durante a semana de festividades de Pessach. "A polícia de Nova York está tomando todas as medidas para garantir a segurança das pessoas e das instituições judaicas na Páscoa", escreveu o prefeito de Nova Iorque, Bill de Blasio, num comunicado.



O Irã converteu mais um arsenal nuclear que poderia ser transformado rapidamente em armas de urânio em formas menos voláteis, como parte de um acordo com seis potências mundiais, informou hoje a agência atômica da ONU.  Enquanto isso, uma autoridade iraniana afirmou que os EUA e o Ocidente estavam tentando sabotar o programa nuclear iraniano. Fereydoon Abbasi disse a um jornal iraniano que os Estados Unidos impediram as empresas de transferência de equipamentos para o Irã - e em seguida, colocaram os mesmos equipamentos à venda no mercado negro. O cientista nuclear, que sobreviveu a uma tentativa de assassinato e mais tarde passou a chefiar a Organização Iraniana de Energia Atômica, disse que os americanos sabiam que Teerã não terá escolha a não ser comprar este equipamento no mercado negro, e sabotou a fim de prejudicar o Irã e o programa nuclear.



Finchley, no coração da comunidade judaica de Londres, é o bairro escolhido por uma nova loja de roupas para vender uma marca neo-nazista europeia, The Business Viking Thor Shop, que vende a marca controversa Thor Steinar, e abriu as suas portas a poucos metros do escritório do rabino-chefe do Reino Unido. Grupos judaicos e islâmicos no distrito multicultural expressaram preocupação de que a loja vá atrair simpatizantes da extrema-direita, o que poderia aumentar as tensões. Mas o gerente da loja negou qualquer associação com neonazistas e disse que seu objetivo é simplesmente a venda de roupas esportivas. A marca Steinar Thor, que está intimamente relacionado com os grupos de extrema direita e hooligans do futebol de rua,  já enfrentou proibições no Bundestag (Parlamento) alemão e vários estádios de futebol na Alemanha. Oito membros do Partido Democrático Nacional, de extrema-direita da Alemanha,  foram expulsos do parlamento estadual da Saxônia, em 201,2 pelo uso do marca que é popular entre os neonazistas.

 


Diz-se que aqueles que não aprendem com a história estão condenados a repeti-la. Para alguns judeus em Donetsk, Ucrânia, este feriado de Pessach, da "liberdade", trouxe  preocupação e até mesmo o medo que está à espreita em seus pensamentos, fazendo-os pensar sobre as lições do passado. No primeiro dia de Pessach três homens armados, na província oriental de Donetsk,  distribuíram folhetos alertando os judeus para "registrarem-se",  e a seus bens, com o novo governo pró-Rússia. Os panfletos foram entregues ao lado de uma sinagoga quando as pessoas estavam saindo das orações. Eles têm a seguinte redação:

"Caros cidadãos da Ucrânia de nacionalidade judaica”

Devido ao fato de que líderes da comunidade judaica da Ucrânia tem suportado Stepan Bander , e opondo-se a República Popular pró-eslava, o governo interino decidiu que todos os cidadãos em idade de 16 anos ou mais , de ascendência judaica, residentes no território da República, são obrigados a comunicar ao comissário das Nacionalidades, no prédio da Administração Regional de Donetsk, e registrarem-se até 3 de maio.

(Nota: Stepan Bander era um líder nacionalista ucraniano em Kiev que lutou com a Alemanha nazista na década de 1940 contra as tropas soviéticas antes de mudar de lado e pegar em armas contra a ocupação alemã.)

"ID e passaporte são necessários para registrar sua religião judaica, documentos religiosos dos membros da família, bem como os documentos que estabelecem os direitos de todos os bens imóveis que pertençam a você, incluindo veículos. A evasão de inscrição resultará na revogação da cidadania e você será forçado a sair do país com um confisco de bens. É necessária uma taxa de US $ 50 de inscrição. "

Separatistas pró-russos estão ocupando o prédio onde os judeus foram enviados para registro.


 




Osias Wurman
Jornalista


MENSAGENS DE OBAMA E PERES NO PESSACH

Enganam-se os que pensam que o presidente Barak Obama perdeu ou diminuiu o carinho e a simpatia que sente pelo povo judeu e pelo Estado de Israel.

No tratar dos interesses americanos no Oriente Médio, e na geopolítica da região, Obama talvez tenha deixado de agir com mais energia, em momentos importantes para a causa sionista, mas nada que deixe qualquer dúvida sobre os laços inquebrantáveis entre os EUA e Israel.

Neste Pessach, mais uma vez, o presidente americano reuniu na Casa Branca, um grupo de assessores e familiares para celebrar o Seder de Pessach, como faz habitualmente desde que assumiu o cargo.

Em Israel, o líder israelense de maior popularidade mundial, presidente Shimon Peres, deu um comovente exemplo de reconhecimento aos jovens soldados israelenses que passaram a noite de Pessach entrincheirados ou patrulhando a fronteira norte de Israel.

Peres visitou a região fronteiriça com a Síria, nas colinas de  Golan, e fez um brinde e a benção do vinho para todos os militares que não puderam sair de seus postos na noite da festa que celebra a LIBERDADE.

Para que Israel continue LIVRE, é preciso que esta maravilhosa juventude sabra esteja à postos, na chuva e no sol, nas fronteiras do Estado Judeu.


A presença de Peres simboliza a presença de todo o povo judeu.

Estamos juntos e solidários aos que defendem o Estado Judeu.

Obama e Peres deram, neste Pessach, um belo exemplo de solidariedade e amor ao próximo.

MOADIM LE SIMCHA !!!

 

 

 
 



TURISTAS ISRAELENSES VOLTAM A INVADIR A TURQUIA PARA PESSACH

Milhares de israelenses foram de férias para um resort na cidade turca de Antalya para o Pessach, depois de anos evitando a Turquia devido as tensas relações diplomáticas com Israel.

A razão é principalmente econômica. "Com estes preços, e tudo incluído não se pensa duas vezes", um dos turistas israelenses explica.

De acordo com dados da Israel Airports Authority, cerca de 24.000 israelenses voaram para Antalya este feriado, um aumento de mais de 150% no número de passageiros do que no ano passado, e um aumento de 139% no número de voos. Quinze voos partiram para Antalya, de domingo a terça-feira.

Sherwood Breezes Resort in Antalya. 'Great value for money' (Photo: Danny Sadeh)

Yaniv Bahat, que viajou para um resort turco com sua esposa e filhos e outras duas famílias, diz que escolheu esse destino, simplesmente por causa do preço. "Nós não sabíamos onde deveríamos passar a Páscoa. Queríamos ir de férias com as crianças para um lugar que pudéssemos descansar em vez de caminhar. Meu irmão estava na Turquia, há vários meses, como parte de seu trabalho e recomendou o resort. O preço é o fator decisivo aqui. Na Turquia você tem grande valor para o dinheiro."

Perguntado se ele está ciente da consultoria de viagens, que menciona a Turquia como um dos países com uma ameaça potencial para os israelenses, ele responde: "Questões de segurança vão sempre dissuadir, mas no final, o preço é o que conta. Pousamos em Antalya, viajamos direto para o hotel e passaremos uma semana aqui, até voltarmos a Israel. Nós não temos nenhuma intenção de sair do hotel para fazer caminhadas.

"Eu não sou a favor de boicotes em qualquer lugar. Tenho um pacote de férias aqui com um preço que ninguém pode competir. Além disso, eu sei que os turcos estão ansiando por turistas de Israel."

Os agentes de viagens dizem que os israelenses têm mostrado um interesse renovado na Turquia. Mesmo os comitês de trabalhadores, que têm até agora vinham evitado os resorts turcos, não foram capazes de resistir aos preços atraentes e começaram a fazer reservas.

Por exemplo, um pacote de férias de quatro dias, com tudo incluído para um casal e dois filhos no Crystal De Luxe Resort, em Kemer, foi oferecido para 2.214 dólares para toda a família. O mesmo pacote para o Majesty Mirage Park Resort foi oferecido para 2.125 dólares.

 

 




 


 

 
 

ARVORE EM MEMÓRIA DE ANNE FRANK NO CAPITÓLIO

Os líderes do Capitólio dos Estados Unidos falaram sobre Anne Frank, uma vítima do Holocausto, pois plantarão uma muda de árvore nos jardins do Congresso. 

"A árvore memorial de Anne Frank é uma castanheira, que foi destaque nos escritos do diário de Anne", escreveu o presidente da Câmara, John Boehner e o líder da maioria no Senado, Harry Reid, em uma carta aos membros do Congresso.

A árvore "cresceu fora do prédio, em Amsterdã, onde ela e sua família se esconderam dos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial", explicaram.

O plantio no gramado da frente oeste do Capitólio ocorrerá durante uma cerimônia no dia 30 de abril.

A muda está entre as várias mudas criadas a partir da árvore original, que desmoronou fora do anexo em Amsterdam, em 2010.

Frank escreveu suas observações, desde junho de 1942 a agosto de 1944, enquanto ela e sua família permaneceram na clandestinidade durante a ocupação alemã da Holanda.


 


Ela foi capturada em 4 de agosto de 1944, e morreu sete meses depois, aos 15 anos, no campo de concentração de Bergen-Belsen.

Seu diário foi resgatado por um amigo da família e, com a ajuda do pai de Anne, Otto Frank - foi publicado e, eventualmente, traduzido em mais de 60 idiomas, inclusive em Inglês como "The Diary of a Young Girl".

 

 




 

INAUGURADO O MAIS LUXUOSO HOTEL DE JERUSALÉM

JERUSALÉM - Após sete anos de construção e um investimento de US$ 150 milhões, a única marca internacional de um hotel de luxo em Jerusalém, Waldorf Astoria, abriu oficialmente antes do feriado de Pessach. Congratulando-se com os seus primeiros convidados internacionais, na quinta-feira, o Waldorf Astoria, em Jerusalém, mais uma vez retornou ao seu papel histórico de servir como um destino de referência para os turistas.

Anteriormente conhecido como o Palace Hotel, originalmente inaugurado em 1929, o atual hotel de "grande luxo" tem lustres de cristal cintilantes que custam mais de US$ 2 milhões, móveis e tapetes italianos, e centenas de mezuzot de vidro feitas na República Checa.



"Este é o maior e mais longo projeto de restauração em Israel", disse Guy Klaiman, o gerente geral do Waldorf Astoria Jerusalém, que já tinha 25 anos de trabalho na empresa Hilton no exterior.

"Nós tivemos que trabalhar para manter a fachada original intacta, como se o hotel tivesse sido construído hoje", explicou Klaiman em uma turnê de mídia exclusiva onde a Agência de Notícias Tazpit participou.

A construção do Palace Hotel começou em 1928 e o grande projeto foi iniciado pelo Conselho Supremo Muçulmano. O contrato para a construção foi assinado entre o mufti de Jerusalém, Haj Amin al-Husseini, e três empreiteiros - um empreiteiro árabe, Sami Awad, e dois empreiteiros judeus, Baruch Katinka e Tuvia Dunia. Saudado naquela época como o mais luxuoso hotel de Jerusalém, o edifício foi projetado pelo arquiteto turco Nahas Bey.

O 10º andar do Waldorf Astoria, com 226 quartos, é de propriedade hoje da família Reichman de Toronto. 



Um designer turco, internacionalmente conhecido, que planejou o Four Seasons Hotel em Istambul, Sinan Kafadar, projetou o interior do Waldorf Astoria, enquanto Feigin Arquitetos de Israel foi responsável pelo design exterior. .

"A abertura do Waldorf Astoria Jerusalém é um momento notável para o turismo desta cidade antiga que se orgulha da hospitalidade", disse o gerente geral Guy Klaiman. "O hotel atende às necessidades pessoais de seus visitantes, em primeiro lugar através de e-mail e, em seguida, durante toda a estadia do visitante."



Em antecipação ao feriado de Pessach, os chefs da França, Rússia e Itália criaram um menu exclusivo para as cozinhas kosher do Waldorf Astoria. "Estou muito satisfeito com o nosso menu de Pessach, bem como com a deliciosa cozinha para o feriado", disse Claud Ben Simon, o chefe de patisserie, que fez aliá da França e era originalmente um chefe de patisserie no Max Brenner.

Klaiman explicou que o novo hotel forneceu 300 novos postos de trabalho para os israelenses. "Nós tivemos 10 mil pedidos de emprego, e contratamos 300 funcionários", disse ele.

O grande hotel oferece acomodações espaçosas e luxuosas direcionadas para uma clientela abastada. Os quartos custam a de US$ 490 a US$ 700 por noite. O mais caro custa US$ 1.400 por uma noite.

"Junto com minha equipe internacional multi-lingue de profissionais experientes, estamos ansiosos para oferecer aos hóspedes o verdadeiro serviço Waldorf, incluindo concierges pessoais ao fazer uma contribuição significativa para o mapa do turismo do país", concluiu Klaiman.

 

 

 




 



Por Daniela Kresch
Jornalista
direto de Israel

FERIADÃO ESCOLAR: ALEGRIA PARA AS CRIANÇAS, PESADELO PARA OS PAIS

Daniela Kresch- De Israel, exclusivo para a Rua Judaica

TEL AVIV – Todo ano é a mesma coisa. O feriado de Pessach se transforma num pesadelo para os pais de crianças pequenas em Israel, que precisam encontrar um jeito – sempre criativo – de dar atenção para os pimpolhos sem aulas e, ao mesmo tempo, manter os empregos. São duas semanas de férias escolares no meio de abril sem que a economia do país pare por causa disso. Quer dizer: os pais precisam trabalhar para manter o ganha-pão. Mas os filhos... esses querem se divertir de manhã até de noite..

Por lei, os assalariados israelenses têm direito a, no mínimo, 12 dias de folga por ano. Levando-se em conta que há algo em torno de 16 feriados nacionais ou religiosos, o total soma algo em torno de 28 dias de folga. Há empresas que dão mais dias livres aos funcionários, mas mesmo assim é impossível cobrir os quase 80 dias sem aulas das crianças. No caso dos profissionais liberais, a situação é ainda mais complicada. Quem pode ficar sem trabalhar, e sem ganhar dinheiro, por 80 dias anuais para dar atenção às crianças?


Detalhe: aqui não tem empregada para tomar conta de ninguém enquanto os pais trabalham. Os avôs, coitados, se tornam as primeiras vítimas: precisam estar à disposição para salvar a situação. Mas avós, muitas vezes, não têm o pique necessário para lidar com as crianças saltitantes. E, infelizmente, ainda não inventaram clones de pais. Seria ótimo: os originais iriam para o trabalho normalmente e os clonados acordariam cedo, preparariam piqueniques e sairiam para passeios, parques, peças de teatro e cinemas. Ah, seria ótimo também que esses clones já viessem com dinheiro e pagassem de seus bolsos por essas atrações. Pessach é um dos momentos mais complicados para o orçamento doméstico: é preciso roubar um banco para lidar com o preço das entradas nos lugares de diversão, sem contar com gasolina, pipocas, um sorvete aqui e outro ali...   
Muitos pais levam as crianças para o trabalho, na esperança de que elas passem o dia desenhando, jogando joguinhos no smartphone ou no tablet ou montando quebra-cabeças. Ilusão. Depois de cinco minutos, os diabinhos já estão dançando em cima das mesas, espalhando farelos de matzá pelo escritório e espirrando no chefe. Outros decidem tirar férias junto com as crianças e dar total atenção para os filhos. Mas o farão durante as férias escolares verdadeiras (em julho e agosto) e o feriadão de Rosh Hashaná e Yom Kippur (em setembro)?



Quem, como eu, trabalha em casa, não têm jeito: precisa se equilibrar na corda bamba: trabalhar com os filhos em casa. Mesmo que programem algumas horas por dia de passeios, o resto da jornada é ainda complicada. Crianças em casa são sinônimos de lanches de 2 em 2 horas, gritos a cada 10 minutos, reclamações e pedidos a cada dois. Quem conseguir se concentrar com tudo isso é um herói. E, no fim do dia, quando os pimpolhos finalmente desmaiam de sono, o que resta é uma casa que parece ter passado por uma guerra.

Por tudo isso, há anos os pais pedem ao governo que encurtem as férias escolares, não só nos meses de agosto em setembro como durante os grandes feriadões. Todo ano, há boatos ou notícias novas sobre soluções. No ano passado, por exemplo, o ministério da Educação encurtou as férias escolares em cinco dias, o que já é alguma coisa. As férias terminaram dia 27 de agosto e não 1º de setembro, como sempre. Mas, este ano, o ministério decidiu voltar à data original, 1º de setembro. Promete, no entanto, diminuir cinco dias dos feriadões durante o ano. Mas, para os pais, o drama anual parece impossível de ser solucionado.

 

 
 

PROFESSOR INGLES AMEAÇA ALUNA JUDIA

Uma judia de 17 anos de idade, que tentou furar uma fila, foi repreendida por um professor que supostamente ameaçou de enviar a menina adolescente para "uma das suas câmaras de gás", disse o pai da estudante ao The Daily Mail.

O professor que trabalha na Collegiate School de Londres, há alguns anos, se desculpou com a aluna em particular após o incidente que ocorreu há alguns meses.


The North London Collegiate School (photo credit: CC BY Matt Brown, Flickr)


No entanto, devido à opacidade da instituição a respeito de se o educador foi penalizado, os pais emitiram uma demanda por maior transparência sobre a forma como a questão foi finalmente resolvida.

De acordo com o relatório, quando a estudante tentou furar uma fila no refeitório, foi-lhe dito: "Não faça isso ou eu vou ter que mandá-la para a parte de trás da fila ou a uma das câmaras de gás."

Um comunicado da escola disse que uma investigação foi lançada na sequência do relatório de "uma declaração ofensiva feita por um membro do pessoal."

"Tendo chegado a uma determinação e aconselhamento jurídico por um especialista procurado, uma ação apropriada foi tomada", disse, e não deu mais detalhes.

“O pai da estudante e sua esposa também gostariam que a escola fizesse uma declaração pública de que houve um incidente e de que o comentário era totalmente inaceitável."

"Foi muito desagradável, muito desnecessário e muito infeliz", disse o pai. "Minha filha ficou chocada e chateada. Ela não disse nada para o professor no momento, mas todos os seus amigos expressaram espanto. Eles disseram: 'Será que ele realmente disse isso?' "

A observação foi relatada por outra família para a Segurança da Comunidade, uma organização que combate o anti-semitismo no Reino Unido.

"Isso seria altamente ofensivo em qualquer circunstância, mas por ser dirigido a um aluno por um professor é inédito e faz com que seja muito pior", disse o diretor de comunicações Mark Gardner. "Estamos trabalhando com todas as partes para resolver a questão."

 

 

 



 

 

ANTISSEMITISMO CRESCE NO MUNDO – COM GUGA CHACRA


GloboNews em Pauta
GLOBONEWS EM PAUTA


 

http://globotv.globo.com/globo-news/globo-news-em-pauta/t/todos-os-videos/v/
antissemitismo-cresce-no-mundo/3281480/

 

 

 
 

INTERESSANTE MOSTRA INAUGURADA NO JEWISH MUSEUM DE NOVA IORQUE

Eddie Carmel, apelidado de "O Gigante judeu" pelo artista americano Diane Arbus, é a peça central de uma nova exposição inaugurada em 11 abril no Museu Judaico de Nova York.

Arbus conheceu Carmel, que foi anunciado "O homem mais alto do mundo", e esperou até 1970 para fotografá-lo, na casa de seus pais, no Bronx, de acordo com o museu. Filho de imigrantes de Tel Aviv, Carmel posou para Arbus com a cabeça baixa para não bater no teto, enquanto seus pais olhavam para ele. Carmel morreu dois anos depois das fotos serem tiradas.

Foi essa imagem em particular de Carmel, e seus pais, que inspiraram a exposição, apropriadamente chamada de Masterpieces & Curiosities: Diane Arbus’s Jewish Giant.

Cercando outras imagens de Carmel, a mostra também tem em exposição 24 sapatos e outros artefatos que o curador do Museu Judaico, Daniel Palmer, chamou de "a inconstância do corpo humano", de acordo com o New York Post.

Carmel era uma criança normal até 15 anos de idade, quando ele começou a sofrer de uma condição hormonal que causou o crescimento extremo. Ele alegou que tinha 2,75 metros de altura, mas ninguém nunca o mediu.


 

 


 

 

NORUEGA E DINAMARCA GARANTEM A CIRCUNCISÃO

Resistindo a chamadas para proibir a circuncisão não-médica de meninos, os governos da Noruega e Dinamarca têm tomado medidas para preservar o estatuto jurídico da prática.

O Ministério da Saúde da Noruega apresentou um projeto de lei que propõe a colocação de algumas limitações e taxas sobre o ritual da circuncisão, mas não proibi-la de imediato, enquanto o conselho de saúde da Dinamarca publicou diretrizes que indicam que a prática é legal.

O projeto de lei norueguês apresentado pelo ministro da Saúde, Bent Hoie, propõe que todos as circuncisões não-médicas, incluindo crianças, sejam realizadas em instalações médicas e por um profissional médico licenciado, a agência de notícias NTB informou.

O projeto de lei veio em meio a pedidos de profissionais de saúde, incluindo a associação da Noruega, enfermeiros e conselheiros do bem-estar de seus filhos, para proibir a prática completamente porque supostamente viola os direitos das crianças à integridade física.



Mas Bent Hoie disse que a legislação era necessária para garantir que as circuncisões sejam realizadas de uma forma segura.

"Para evitar a exposição das crianças a perigos para a saúde, é necessário introduzir regulamentação legal nesta área", disse Bent. "Agora podemos garantir que o procedimento é realizado de forma adequada por pessoal competente."

De acordo com o relatório, o governo vai cobrar taxas para o procedimento, mas o projeto de lei não especifica o quanto será cobrado.

"O ritual de Circuncisão de meninos tem sido praticado no contexto religioso por milhares de anos e é uma tradição com razões religiosas profundas para as populações judaicas e muçulmanas em muitas partes do mundo. O procedimento não é proibido em qualquer país", escreveu o ministério em um comunicado de imprensa.

A Suécia tem legislação semelhante desde 2001. Enquanto os pais não são obrigados a fazer a circuncisão em um centro médico, ela só pode ser realizada por profissionais licenciados. O Estado sueco reconhece mohels profissionais ou circuncisadores judaicos, como licenciados para realizar o brit milá, a circuncisão judaica.

Na quinta-feira, o Conselho Nacional de Saúde da Dinamarca publicou novas diretrizes que afirmam que a circuncisão não-médica de meninos é permitida, informou o NTB.

A Associação Médica dinamarquesa, que propôs a proibição da prática em bebês, relutantemente alinhou-se com a decisão do conselho.

"Quando alguém acredita fortemente que a circuncisão é correta, então não adianta ir contra", disse Lise Moller, o chefe do comitê de ética da associação.

 

 





 

 

 

A TRADICIONAL MANISCHEWITZ FOI VENDIDA ANTES DE PESSACH


É o fim de uma era. A Manischewitz Company, famosa por seus vinhos e produtos alimentares kosher para Pessach, foi vendida a uma empresa de investimentos, Sankaty Advisors, apenas uma semana antes do Pessach começar.

Sankaty é um braço da empresa de capital Bain Capital. Eles compraram a empresa de alimentos kosher Newark, com 126 anos de tradição, de Nova Jersey, por um valor não revelado.

Equity Firm Buys Manischewitz

O New York Times relata que, como parte da Bain, Manischewitz vai começar a promover alimentos kosher como um nível de qualidade e não apenas como sendo um traço religioso necessário.

"Este investimento reflete nossa confiança nas marcas Manischewitz e equipe", disse Sankaty Advisors em nota. "Manischewitz ganhou uma posição como uma das marcas mais reconhecidas do mundo, e tem se destacado através de um compromisso apaixonado por produzir a mais alta qualidade possível de produtos kosher. Acreditamos que a Manischewitz está bem posicionada para crescer devido ao aumento do interesse em alimentos kosher ".

Anos e anos atrás, quando o vinho kosher era um nicho de mercado, Manischewitz tinha o único vinho kosher disponível para beber no Shabat, e para o Seder de Pessach.

Como os tempos mudaram.

A empresa foi fundada em 1888 pelo rabino Dov Behr. Além de pão ázimo-matzah, ela também produz gefilte fish, borscht, e outros alimentos estereotipados judaicos.

 

 



 

 
ROTA TEL AVIV - EILAT EM 7 MINUTOS

Estivemos acompanhando de perto o projeto Hyperloop de Elon Musk, há meses. Musk mencionou pela primeira vez o projeto via Twitter, em julho, sugerindo que o sistema de transporte seria "duas vezes mais rápido que um avião comum."

O projeto é um dos muitos iniciado por Musk, CEO multi-bilionário da Tesla e SpaceX e, por enquanto, existente apenas como documentos de projeto, relata o GeekTime que ele terá a sua primeira construção real em 2015.
Mas, enquanto Musk mencionou anteriormente que gostaria de vê-lo na Califórnia, está agora sendo relatado que o projeto irá ver a luz do dia no Estado de Israel.

O projeto será o resultado de uma colaboração entre o Ministério dos Transportes de Israel, a Better Place, e o grupo japonês Taigo. 

The First Hyperloop Will Take Place in Israel, 2015

O projeto vai custar cerca de US$ 10 bilhões, e sua primeira rota será programada de Tel Aviv para Eilat, em sete minutos, nem menos!

Musk, que visitou Tel Aviv uma dúzia de vezes nos últimos dois anos - em suas reuniões com o ministro dos Transportes Yisraeli Katz, acertou que a Taigo vai realizar o projeto, devido aos seus aspectos tecnológicos.

Embora os detalhes exatos da rota não possam ser publicados, Geektime diz que o período beta do projeto vai ter um piloto real supervisionando o trem, com este fim, em novembro de 2015 e tornando-se uma rota completamente automática. O Hyperloop é baseado em vagões que possuem 10 passageiros, com 10 vagões deixando a estação a cada 30 segundos (ou seja, 100 passageiros a cada 30 segundos), tendo 7:06 minutos para viajar para Eilat, e 07:07 para viajar de volta.

Não haverá mais voos de uma hora, e não mais viagens rodoviárias de 6 horas.

O Hyperloop, em teoria, poderá viajar a uma velocidade máxima de 1.280 quilômetros por hora embora, na prática, os vagões não alcançariam a velocidade dada a curta distância. Geektime também descobriu que o pessoal japonês estaria trabalhando em 'drones', desenvolvidos pela empresa francesa Parrot.

O período beta está supostamente previsto para começar em 2015, e os viajantes que pretendam participar poderão fazê-lo se inscrevendo via uma página web dedicada a isso. O serviço será anunciado localmente em Israel e no exterior.

 

 
 

 

cid:image003.png@01CF5194.6118D220


 
 


A MENOR IMPRESSORA PORTÁTIL DO MUNDO



Hoje você pode levar tudo o que precisa no seu bolso. A revolução do smartphone fez seu aparelho de telefone, computador, câmera e navegação tão portátil que eles estão sempre disponíveis ao seu alcance. No entanto, há um produto que muitos de nós usamos diariamente que ainda requer muito espaço e nunca vai caber no seu bolso (a menos que você tenha excepcionalmente enormes bolsos) - a impressora.

A companha israelense Kickstarter pretende mudar tudo isso com a impressora Zuta de bolso. A impressora robô em forma de lágrima pode ser colocada em qualquer página e ela escorrega vai-e-vem, sendo que a impressão vai junto. A campanhia tem um objetivo elevado de US$400.000, mas o projeto é uma grande promessa.

Meet Israel's Pocket-Sized Printer

"Vivemos em um mundo onde as pessoas estão constantemente em movimento e estão executando suas tarefas em todos os lugares", diz Tuvia Elbaum, que é o empresário por trás do projeto. "Mas há uma ferramenta de escritório que ainda está presa, não mudou na última década e não é móvel." A Zuta (em aramaico - "pequeno") é uma impressora de apenas 10cm de altura e 11cms de diâmetro, que pode não caber em seu jeans, mas definitivamente faz com que seja muito mais portátil do que qualquer impressora padrão.

A impressora funciona com Bluetooth e tecnologia sem fio, o que significa que pode interagir com smartphones, tablets e laptops. A primeira impressora só vai imprimir em escala de cinza e tem uma bateria recarregável que pode funcionar por até uma hora. O custo para a campanha de lançamento começa em US$ 180 para madrugadores, e vai até US$ 220.

Apesar do fato de que ela só imprime em tons de cinza e do ambicioso objetivo de US$ 400.000, Zuta ainda é um produto revolucionário, que repensa o conceito de impressão portátil. E enquanto o mundo está mudando para um ambiente digital, o papel ainda faz parte de nossas vidas, esta impressora de bolso é um produto muito relevante.

 

 




 



RECOLHIDA CANECA COM IMAGEM DE HITLER NA ALEMANHA

Uma popular cadeia alemã de lojas de móveis criou indignação em massa depois de vender canecas de estilo vintage que traziam um retrato do líder nazista, Adolf Hitler.

Os artigos em questão apresentam um motivo floral delicado com a palavra "Rosa" e várias outras palavras que cobrem a caneca na caligrafia. No fundo, um selo postal preto e branco é retratado com um perfil de Hitler, carimbado com um selo de uma suástica.

German Furniture Chain Apologizes For Hitler Coffee Mugs

5000 canecas foram encomendadas pela cadeia de mobiliário Zurbrüggen e pelo menos 175 foram vendidas antes do "erro" ser notado e relatado para o Neue Westfälische Zeitung em North Rhine-Westphalia.

O varejista alemão avançou com um pedido de desculpas, explicando que o "erro terrível" foi causado por "uma corrente idiota de circunstâncias infelizes" começando com a ordenação de um fornecedor chinês, seguido pelo fato de que "ninguém percebeu o problema durante a descompactação. "

O dono da loja disse ao jornal que cada cliente que comprou a caneca iria receber um voucher de 20 €.

 

 
 


 

 

 
 

IRANIANO QUE IA PARA A ONU É BARRADO PELOS EUA

TEERÃ, Irã - O Irã afirmou que não tinha planos para nomear um novo diplomata para as Nações Unidas, depois dos Estados Unidos bloquearem o homem escolhido em Teerã.

O vice-chanceler Abbas Araghchi foi citado pela agência de notícias semi-oficial Mehr, dizendo que a República Islâmica visa contestar a decisão dos EUA através dos canais legais.

Hamid Aboutalebi (photo credit: screenshot via YouTube)


Os EUA bloquearam a escolha do Irã, pois alegam que Hamid Aboutalebi participou da invasão, em 1979, da Embaixada dos EUA em Teerã, no qual 52 americanos foram mantidos reféns por 444 dias.

Aboutalebi diz que ele era apenas um tradutor quando os estudantes militantes invadiram a embaixada. O Irã afirma que ele é um dos melhores diplomatas do país, e que ele recebeu previamente um visto dos EUA. Ele já serviu em missões diplomáticas iranianas na Austrália, Bélgica e Itália.

Autoridades norte-americanas inicialmente esperavam que o problema fosse resolvido prlo Teerã simplesmente retirando a nomeação. Quando isso não aconteceu os EUA disseram que iriam negar a Aboutalebi um visto.

"Nós nos comunicávamos com os iranianos em uma série de níveis e deixamos claro a nossa posição sobre o assunto - e isso inclui nossa posição de que a escolha não era viável", disse o porta-voz da Casa Branca Jay Carney. "Nossa posição é que não emitiremos seu visto."

A lei de imigração dos EUA permite ampla rejeição de vistos a estrangeiros e, em muitos casos, as autoridades não têm que dar uma razão explícita do motivo pelo qual considerarem o requerente uma ameaça à segurança nacional ou a política americana.

 

 

 

 


 

 

FIERJ e Forças Armadas em Emocionante Homenagem aos Pracinhas da FEB e Sobreviventes do Holocausto

Por Israel Blajberg -Diretor de Cidadania da FIERJ

No domingo 13 de abril de 2014, a Federação Israelita do Rio de Janeiro - FIERJ promoveu no Monumento aos Pracinhas, no Parque do Flamengo, a Homenagem ao Soldado Desconhecido Brasileiro e Dia da Recordação dos Heróis e Mártires do Holocausto, em evento coordenado pela sua Diretoria de Cidadania.

Presentes representantes das Forças Armadas, diretores e membros de Associações de Veteranos de Nações Amigas (França, Polônia, EUA e Royal British Legion), e Nacionais (Fuzileiros Navais, Ex-Alunos do CPOR, CNOR, Batalhão Suez, Forças de Paz da OEA), Colégio Militar do Rio de Janeiro e escolas secundárias.



A solenidade foi presidida pelo General Francisco Carlos MODESTO - Comandante Militar do Leste, presentes o General MARCIO Roland Heise - Diretor do Patrimônio Histórico e Cultural do Exercito, General  Walter Nilton Pina STOFFEl - Comandante da ECEME, Contra-Almirante Marcelo Francisco CAMPOS, Comandante da Escola Naval,Brigadeiro Médico Dr Sergio Idal ROSENBERG, Subdiretor Técnico da DIRSA - Diretoria de Saúde da Aeronáutica, Tenente Coronel Carlos Alberto do REGO BARROS - Diretor do Monumento Nacional aos Mortos da 2ª. Guerra Mundial, Sr. Harald Klein - Consul Geral da Republica Federal da Alemanha no Rio de Janeiro, Dr. Osias Wurman, Consul Honorario do Estado de Israel no Rio de Janeiro, Diácono Nelson Augusto Águia, Representando o Cardeal do Rio de Janeiro Dom Orani João Tempesta.


A solenidade foi iniciada com o canto do Hino Nacional Brasileiro acompanhados pela Banda de Musica do 1º. Batalhão de Guardas - Batalhão do Imperador, sob a regência do Mestre 1º. Sargento Luiz Claudio, e pelo Coral Israelita Brasileiro, sob a regência do Maestro Abrahão Rumschinski. Foi feita a aposição de uma coroa de flores, com a inscrição "A FIERJ AO SOLDADO DESCONHECIDO BRASILEIRO", pelo General Modesto, Veterano da FEB Tenente Israel Rosenthal e Presidente da FIERJ Jayme Salim Salomão.


 

Em seguida foram acesas as seis velas do candelabro, em memória dos 6 milhões de heróis e mártires do Holocausto, por sobreviventes e Veteranos da FEB, acompanhados de jovens alunos das escolas.

Assim, homenageando os heróis da FEB, que fizeram o sacrifício da própria vida, relembramos também aqueles que foram assassinados pelo nazismo. Todos lutaram pela mesma causa, contra o mesmo inimigo do passado.



Em seu pronunciamento, o Presidente da FIERJ Jayme Salim Salomão destacou a importância de homenagear os Heróis da Pátria, recordando os 70 Anos do Desembarque da FEB na Itália e PESSACH - a Festa da Liberdade, que começa no dia seguinte, e o aniversário da grande vitória da FEB na Batalha de Montese,  duas efemérides marcantes que expressam os ideais de liberdade, na semana que coincidem as Pascoas Cristã e Judaica, citando palavras do Papa Francisco e associando a luta dos pracinhas que combateram o nazismo com a resistência judaica no Gueto de Varsóvia.





Encerrando a cerimônia, usou da palavra o General MODESTO, Comandante Militar do Leste, que destacou a importância da solenidade, associando-se ao sentimento comum de que nunca mais se repitam tais acontecimentos trágicos do passado. Recordando as 6 milhões de vidas perdidas no Holocausto, mencionou que  "1,5 milhão de crianças sequer tiveram tempo de sonhar, e que todos desejamos um mundo de igualdade e fraternidade", e que devemos todos ensinar as gerações seguintes a ter esperança e não esquecer o passado, uma responsabilidade de todos nós, agradecendoa presença dos Veteranos da FEB homenageados e dos sobreviventes da 2º. Guerra Mundial, sendo muito aplaudido pelos presentes.
(Fotos:  Sgt Santos - MNM2GM,   Israel Blajberg – FIERJ- Foto Robert)





 

 
 




COMPRE AQUI:   www.livrosilimitados.com.br

 

 
 


DESTAQUES SOCIAIS E EVENTOS

 

Imagem inline 1

 

 

 


 


 


 

 

 


Se você recebe o Notícias da Rua Judaica de amigos ou de terceiros, inscreva-se gratuitamente
para receber semanalmente o nosso informativo, enviado diretamente para seu e-mail.
Clique aqui e você estará inscrito

Se desejar indicar amigos para receberem este informe,
clique aqui e lista os e-mails dos novos assinantes

 

 


COMUNICADO AOS LEITORE
S

A direção editorial da Rua judaica deseja esclarecer qe todas as opiniões ou juízo de valor, emitidas por seus colunistas ou colaboradores, são de exclusiva responsabilidade dos autores, não representando, necessariamente, a opinião editorial do veículo, de entidades a que pertençam os articulistas, nem às entidades ou países a que possam representar.

 
     

 


Jornalista Responsável:
Osias Wurman - MT 14.707
Colaboradores Internacionais: Jerusalém - Daniela Kresch, Budapeste - Judith Klein, Miami - Fernando Bisker, Miami - Nelson Menda
Diagramação: MarketDesign